ABEPRO – Associação Brasileira de Engenharia de Produção

Entrei para o curso de  Engenharia de Produção! E agora, o que faço?

Confira as dicas que a ABEPRO Jovem separou para você que acabou de ingressar no curso de Engenharia de Produção e ainda não sabe como dar os passos iniciais. 

Lidar com o novo nem sempre é tão fácil quanto parece. No meio de uma trajetória que requer bastante esforço, sacrifício e dedicação, surgem também várias incertezas, inseguranças e até mesmo a dúvida se, de fato, a melhor escolha foi feita.
Para sanar esses problemas, nós da ABEPRO Jovem queremos te orientar a chegar com tudo no curso de Engenharia de Produção, sabendo que é possível, já no início, construir uma carreira bem fundamentada e eficiente e, claro, sem ficar perdido sobre o que fazer. 

Antes de tudo, queremos te parabenizar por ter feito a escolha de cursar um dos melhores, senão o melhor, cursos de engenharia. Pode ter certeza que foi uma escolha muito boa e logo, logo você estará colhendo os frutos disso (muitos, por sinal).  

Mas vamos ao que interessa! Para início de conversa, é necessário que a primeira coisa que você tenha em mente ao entrar no curso é de que você precisa ser organizado, logo:

Tenha um cronograma de estudos e seja disciplinado.

No início do curso, o discente de Engenharia de Produção se depara com cadeiras da base de Engenharia. Essas cadeiras, em grande parte, são consideradas “pesadas” e complexas, por envolverem muitos cálculos e conceitos da área de exatas. Logo, é imprescindível que você tenha um bom cronograma de estudos, para que revise diariamente as matérias. Ah, e é importante que você  entenda que estudar esses conteúdos não é só ler o assunto no livro ou assistir uma vídeo aula, mas também colocar em prática resolvendo exercícios, fazendo resumos e mapas mentais, realizando outra revisão dos conteúdos das questões que acabou errando e refazendo elas. 

Há também vários métodos de organização do tempo de estudo. Coloque como prioridade no cronograma de estudos as matérias que estão com maiores pendências ou as que você possui menor domínio do assunto. 

Feito o cronograma, você pode optar por técnicas de estudo. Há várias técnicas e cada uma possui sua particularidade, uma técnica que você pode usar é o Pomodoro, por exemplo.

Conheça os projetos e programas da sua faculdade.

A universidade é um mundo de oportunidades para crescer e se desenvolver. Entrar em uma universidade e não aproveitar tudo o que ela pode proporcionar fora da grade curricular do curso, é muito chato e monótono. Há várias atividades extracurriculares que você pode aproveitar para alavancar seu crescimento pessoal, acadêmico e profissional.Muitas pessoas passam a se desenvolver bastante  ao entrar em entidades que compõem o curso. Além disso, essas atividades, em sua grande maioria, valem como horas complementares exigidas para a integralização da carga horária do curso, ou seja, até pra entrar no banco de horas exigido pra se formar, esses projetos e programas valem a pena. Outro benefício que podemos citar é que essas atividades podem ser colocadas no currículo e, vai por nós, se torna um grande diferencial em meio a tantos outros currículos que só possui a graduação limpa e seca. 

Desse modo, procure conhecer os projetos e programas extracurriculares, como, a exemplo da ABEPRO Jovem, Núcleos Estaduais de Engenharia de Produção. Programa de Educação Tutorial (PET), Empresa Júnior, Centro Acadêmico, Diretórios Estudantis, Atléticas, entre outros. 

Muitas instituições trabalham também com bolsas de Iniciação Científica, Iniciação à Docência, Iniciação Acadêmica, Monitoria, e etc. 

Então, fica por dentro do que sua Universidade oferece e vai fundo que é só sucesso. Só tem a agregar para a sua carreira no curso de EP.

Crie Networking

Ninguém se forma sozinho, por isso, crie networking e faça amigos! 

O ponto anterior já ajuda muito a criar um networking no curso, uma vez que você conhecerá várias novas pessoas de semestres diferentes e que possuem várias perspectivas de carreira. 

Você também pode criar ou aumentar seu networking participando de eventos do curso, tais como: Semana da Engenharia de Produção, mesas redondas, palestras, etc. 

Buscar proximidade com os professores também é essencial. É importante que você seja ativo, ousado e curioso. Pergunte, mostre-se interessado em aprender, busque saber das 10 áreas de Engenharia de Produção e tirar dúvidas com os professores, enfim, mostre sua cara, afinal, quem não é visto, não é lembrado. Só tenha cuidado e aja com moderação, pra não parecer chato e inconveniente,

Busque conteúdos específicos por fora

A faculdade não é igual ao ensino médio, muito menos igual ao ensino fundamental. Na maioria das vezes, você vai ter que correr atrás, ou melhor, “se virar” pra aprender um conceito, conteúdo ou um requisito para a disciplina. 

Uma dica que damos é você já procurar estudar algumas coisas por fora, como, por exemplo: Excel, Python e Power BI. Dependendo da Universidade, você terá aulas ensinando sobre esses 3 cursos antes de adentrar nas aplicações das cadeiras, mas na maioria das vezes, é necessário que o aluno já domine esses cursos  antes de se matricular nas cadeiras, cadeiras essas que, inclusive, são introdutórias ao curso, como, por exemplo: Cálculo Numérico (em que se aplica Excel e Python), Pesquisa Operacional (em que se aplica Excel e Python), Engenharia Econômica e Gestão de Custos (em que se aplica Excel e Power BI), e etc. Logo, se você não quer ficar perdido nessas cadeiras e quer se destacar desde já da grande maioria, já procura fazer esses cursos e arrasa!

Cuide da sua saúde!

Por último, mas não menos importante (na verdade, esse é o mais importante), você precisa cuidar da sua saúde. Saúde, segundo a Organização Mundial de Saúde, é um estado de completo bem-estar físico, mental e social e não apenas a ausência de doenças. 

Não adianta tentar cumprir os 4 tópicos anteriores, se a sua saúde física, mental e social não estiver boa. Já avisamos desde já que não vai dar certo.

Não tem como estudar, se concentrar e resolver exercícios, se você não está dormindo bem, por exemplo. Você não será produtivo, você não vai render!  Assim como não tem como criar networking, conhecer novas pessoas e ser sociável se sua saúde mental está super afetada e você anda estressado e de mau humor. 

Logo, é importante que, ao definir seu cronograma de estudos, você não esqueça de que você é um ser humano e possui necessidades vitais como, dormir, se alimentar, socializar e se exercitar, a fim de recarregar as energias e permanecer com boa saúde. 

Reserve um tempo para realizar atividades físicas, meditar e ter um tempinho livre pra você. Não vai fazer mal, pelo contrário, vai te deixar mais ativo na realização de tarefas, rumo ao seu objetivo na Engenharia de Produção!

Gostou do conteúdo? Esperamos ter ajudado!! 

Qualquer dúvida, fala com a gente 😉 

ABEPRO Jovem

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.